O meu pai tem esta doença má e injusta. A minha mãe foi a sua cuidadora, durante alguns anos! Desde junho de 2012 ele está num lar, porque a minha mãe já não conseguia cuidar dele. A ideia do Blogue é para buscar apoios, ajudas, partilhas, informação.

Quinta-feira , 13 de Junho DE 2013

Saudades

Como tenho estado adoentada não o tenho ido visitar, com receio de lhe pegar alguma coisa, pois debilitado como ele está, não convém. Tenho ligado para o lar e pelo que me têm dito ele está bonzito, na medida do possível e para o estado dele. Já fez um ano que ele foi para o lar , como o tempo passa depressa. Tenho imensas saudades dele...

 

publicado por alzheimerdepapie às 13:17
Sexta-feira , 26 de Abril DE 2013

Estava tão meloso

Mais uma visita ao meu velhote. Eu, a minha mãe, o meu marido e o meu filho.

 

Desta vez encontrei o meu pai super ternurento. Só queria beijinhos, dava e pedia. Uma ternura, um doce...tão carente de miminhos! Ficou emocionando quando percebeu quem eu era...até lhe veio uma lágrima...e eu fiz um esforço para não chorar de emoção. Por breves momentos ele foi ele, se é que me entendem! De vez em quando olhava para mim dizia que eu era a filha dele e depois dizia: " então e não dás um beijinho ao pai?" Dava-me muitos beijinhos, abraçava-me, fazia-me festinhas no cabelo e na cara... e eu retribuía de forma igual. Até à minha mãe ele reconheceu e os dois  estiveram trocas de beijinhos e miminhos.

 

Foram momentos inesquecíveis, os desta visita!

 

publicado por alzheimerdepapie às 09:22
Sábado , 30 de Março DE 2013

Visita de PÁSCOA

Hoje foi o dia que me foi possível visitá-lo, pois amanhã estarei de serviço. Hoje a minha mãe foi comigo. Fomos só as duas! Ele estava sentadinho na sala, coisa que já há muito tempo, eu não via. Das ultimas vezes ele estava sempre na cama. Com muita pena minha, ele não me conheceu, mas quando eu lhe disse quem era, ele abriu os olhitos, olhou muito e disse para a cuidadora: " veja lá que nem conhecia a minha filha"!  Minutos depois já me estava a tratar como um estranha, e depois novamente voltou a perguntar quem eu era. À minha mãe também, não sei se por algum momento a reconheceu. Ela também fica triste, por ele não a reconhecer...

Tinha os olhos a deitar lágrimas, mas não de choro. Perguntou-me :" O que tenho eu nos meus olhos?" A cuidadora disse que ele de vez em quando tem os olhos assim, a cair lágrimas e vermelhos.

Apesar de o encontrar melhor que da ultima vez, é sempre triste ver como sofre e saber que pouco ou nada pode melhorar!

publicado por alzheimerdepapie às 19:49
Quinta-feira , 07 de Março DE 2013

Depois da gripe

A gripe que ele teve foi muito forte. A cuidadora dele chegou a temer que ele não aguentasse. Esteve muito mal. Recuperou da gripe, mas da ultima vez que estive com ele, ele estava com muito sono e quase não o ouvi falar. Costuma conhecer sempre o neto, mas desta vez deu-lhe outro nome. A minha mãe foi comigo e ela chora ao vê-lo naquele estado. As pernas dele estão todas encolhidas, está muito magrinho. Acho que ele sofre muito, apesar de ele dizer, que não lhe dói nada!

Ninguém merece um destino assim :(

publicado por alzheimerdepapie às 09:38
Sábado , 26 de Janeiro DE 2013

De cara mais cheiinha

Já tinha tantas saudades dele. Passei algum tempo sem o ver. Gostei de ver a carinha dele, está mais cheiinha, mais rosadinha. Que bom! Quando já não achava que ele pudesse melhorar, ele melhorou. Sem dúvida que aquela senhora tem "lutado" por ele, ele tem cama articulado, tem um colchão apropriado, insiste para ele comer, trata bem dele.

Assim que chegamos ao quartinho dele, ele diz:  "O que é vocês me trazem para eu comer?" Não sei bem se ele me reconheceu, mas quando eu lhe disse quem era disse : "ah és tu, nem te conhecia"! Depois disse que o neto estava grande e que saía ao pai que também era grande - coisas assertivas ! Depois foi altura de ele comer, e mal acabou de comer adormeceu. Eu queria me ter despedido dele de outra forma, mas ele dormia, e até ressonava. Lá o deixei !

publicado por alzheimerdepapie às 22:43
Segunda-feira , 07 de Janeiro DE 2013

Finalmente o primeiro lar para doentes de Alzheimer

 

Não consigo deixar de me emocionar com esta notícia. É bom saber que já existe um lugar assim em Portugal! Apesar de a fase em que o meu pai se encontra, já não o ir ajudar, mas que ajude a muitos com esta doença, tão má e injusta!

 

Notícia aqui e em AlzeimerPortugal.

 

 

 


 

 

publicado por alzheimerdepapie às 10:02
Quarta-feira , 17 de Outubro DE 2012

Neste caso a doença chegou cedo demais

tags:
publicado por alzheimerdepapie às 10:08
Segunda-feira , 24 de Setembro DE 2012

Recordando uma grande reportagem na TVI

Foi em  Dezembro de 2010. Já vi e revi esta reportagem várias vezes e há partes que sempre me fazem chorar...

O vídeo ficou um pouco estranho, há partes em que o som não está sincronizadp com as imagens. Peço desculpa...

 

«Ninguém está preparado para receber a notícia de que um familiar sofre de Doença de Alzheimer. Uma doença que não tem cura e que se pode tornar incapacitante.

Em Portugal existem cerca de 150 mil pessoas com demência. Dessas, 90 mil têm Alzheimer. A maioria estão entregues à família, sem apoios do Estado e sem cuidados especializados. Para quem cuida, é uma viragem de 180º.

O Governo anunciou há cerca de um ano e meio, um pacote de medidas que passavam pela construção de 18 Centros de Dia para estes doentes. A verdade que lhe vamos mostrar nesta reportagem é que nenhum foi construído.

O que vai ver são doentes esquecidos, abandonados, por quem deveria ter a obrigação de lhes dar um fim de vida com dignidade.

Uma grande reportagem de Ana Leal, com imagem de Gonçalo Prego e Tiago Ferreira e Montagem de Miguel Freitas.»

 

publicado por alzheimerdepapie às 22:29
Domingo , 23 de Setembro DE 2012

Momento de lucidez

Ontem quando cheguei ao Lar ele estava a fazer uma sexta e quando a Sra do Lar o chamou, ele olhou para mim de olhos bem abertos e disse-me:

- Não lhe consegues bater!? Chega-lhe! Chega-lhe!

Certamente estava a sonhar, e mandou-me bater à senhora, tive de me rir!

Achei-o animado. Se não fosse a falta de audição conseguia falar mais com ele. Reconheceu como sempre o neto, mas a mim não tenho a certeza se me reconheceu, apenas disse que eu era a mãe do menino. Depois a Sra perguntou-lhe o nome e ele disse o nome dele completo e ainda disse: " mas quem é que está a procurar o meu nome?" a senhora perguntou-lhe onde é que ele morava e ele disse a morada dele completa. Fiquei impressionada com aquele momento de lucidez, pois já há muito tempo que não o via assim. Só na idade ele respondeu erradamente, tadinho!

Depois até se despediu de mim com beijinhos. E disse: " saudades à ..."  e disse o meu nome. Fiquei sem perceber se ele estava a mandar saudades para mim por alguém e se não percebeu que era mesmo eu que lá estava.

Mas enfim pareceu-me estar melhorzinho!

publicado por alzheimerdepapie às 15:00
Sábado , 18 de Agosto DE 2012

Mais uma visita

Lá fui visitar o meu velhote. É impressionante a evolução da doença. O corpo dele está tão debilitado, a cama dele está cheia de almofadas porque ele tens as pernas encolhidas. Está tão magrinho! A cama dele tem um colchão apropriado onde tem um manipulo para encher e esvaziar. Logo aí se vê que é bem tratado. Ele olhava para mim e parecia não saber quem eu era. Eu disse-lhe quem era e ele respondeu :" Ah és tu, não sabia"!

 

Depois eu estava a ficar triste por o ver tão parado, calado e com o olhar fixo, e a Sra. do Lar fez-lhe umas cócegas nas pernas e eu começou a a ralhar com ela. foi a aí que ri...porque afinal ele ainda reage. Até fiquei contente por ouvir ele a dizer umas palavras mais fortes e ofensivas. Fiquei feliz pelo facto de ele se manifestar!

 

Depois quando estava para sair, disse-lhe que me ia embora e ele respondeu: " Ainda é cedo, fica mais um bocadinho a fazer-me companhia"! Comovi-me. Fiquei mais um bocadinho. Quando saímos pedi-lhe um beijinho mas ele não deu, certamente já não sabe o que significa. Apenas acenou porque eu acenei-lhe antes. 

 

publicado por alzheimerdepapie às 12:15
21 de Setembro → Dia Mundial da Doença de Alzheimer alzheimerPortugal

mais sobre mim

separador separador Reportagem TVI – “Ás vezes sou eu” separador separador alzheimerdoente separador separador A FRASE DO ANO 2010, PROFERIDA PELO PRÉMIO NOBEL DA MEDICINA, O ONCOLOGISTA BRASILEIRO DRAUZIO VARELLA : "No mundo actual, investe-se cinco vezes mais em medicamentos para a virilidade masculina e silicones para as mulheres do que na cura do Alzheimer. Daqui a alguns anos, teremos velhas de mamas grandes e velhos com pénis duro, mas nenhum se recordará para que servem".

Julho 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

links

arquivos

tags

favoritos

mais comentados

pesquisar

 

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro