O meu pai tem esta doença má e injusta. A minha mãe foi a sua cuidadora, durante alguns anos! Desde junho de 2012 ele está num lar, porque a minha mãe já não conseguia cuidar dele. A ideia do Blogue é para buscar apoios, ajudas, partilhas, informação.

Quarta-feira , 26 de Dezembro DE 2012

Uma prenda

 

Dei ao meu pai um embrulho, disse-lhe que era uma prenda de Natal, e ele respondeu:

- Uma prenda? Pra mim? Obrigado! Obrigado!

Fiquei emocionada, porque ele não perdeu tudo, ainda se lembra de agradecer...ainda fica feliz (ainda que a seguir se esqueça) por receber um presente!

publicado por alzheimerdepapie às 20:51
Segunda-feira , 24 de Dezembro DE 2012

Feliz natal

...para todos os que por aqui "nos" têm acompanhado!

tags:
publicado por alzheimerdepapie às 07:25
Terça-feira , 27 de Dezembro DE 2011

No dia de Natal...

Em conversa com o meu pai:

pai - como é que o menino se chama que já não me lembro?

Eu- é Y

Pai - Ah pois é isso.

Eu - então e eu como me chamo?

Pai - Tu és a X! (que contente eu fiquei de se ter lembrado)

Eu , apontando para o meu marido, pergunto: então e ele?

Pai: O teu marido é que não me lembro o nome.

 

Fiquei tão feliz, por termos uma conversa normal. Ele não se lembrava do nome, mas sabia que era o meu marido!

Pena é ver a minha mãe tão cansada da tarefa de cuidar dela e dele :(

Mas foi bom ir à terrinha, e estar com eles :)

 

 

publicado por alzheimerdepapie às 14:53
Quarta-feira , 14 de Dezembro DE 2011

Este Natal ofereça um livro e ajude a Alzheimer Portugal!

Veja como fazer aqui !

 

publicado por alzheimerdepapie às 14:39
Segunda-feira , 28 de Novembro DE 2011

Venda de Natal 2011 - Alzheimer Portugal

 

Informações alzheimerPortugal

publicado por alzheimerdepapie às 16:27
Sábado , 25 de Dezembro DE 2010

Neste dia de Natal

Hoje, dia de Natal, fui com o meu marido e o meu filho almoçar a casa de meus pais. Desde há dois anos para cá que a minha mãe já não faz o almoço de Natal onde reunia todos os filhos e netos. Mesmo assim, resolvemos ir até lá e levei o almoço já feito.

Ainda cheguei cedo e o meu pai não estava acordado. Momentos depois ouvimos ele chamar pela minha mãe (dela e do nome , ele nunca se esquece). Ainda ouvi ele dizer à minha mãe que queria se ir sentar ao sol - e estava a chover imenso! A minha mãe  trouxe-o do quarto e eu fiquei a aguardar na cozinha. Estava com muito receio que ele não me reconhecesse, pois já não os visitava acerca de dois meses. Como já lhe custa muito caminhar, vinha com uma bengala e a minha mãe ainda puxava por ele. Quando me viu, parou, deu um sorriso lindo e chamou pelo meu nome. Deu-me dois beijinhos e um abraço. Nesta altura só estava eu por perto, mas depois também pediu um beijinho ao neto e cumprimentou o genro. Depois ainda me falou dos cães. Por momentos a Alzheimer parecia não estar ali.

Na hora de ir embora, quando me fui despedir, ele  disse-me:“ então já vais embora!? Mas para a semana vens cá outra vez, não é?” Acenei a cabeça que sim, mas na verdade, não devo de ir. Eu gostaria de poder ir mais vezes. Hei-de arranjar uma forma de ir mais vezes, porque percebi que é o que ele quer. Deve sentir falta de ter os filhos por perto.

publicado por alzheimerdepapie às 23:16
21 de Setembro → Dia Mundial da Doença de Alzheimer alzheimerPortugal

mais sobre mim

separador separador Reportagem TVI – “Ás vezes sou eu” separador separador alzheimerdoente separador separador A FRASE DO ANO 2010, PROFERIDA PELO PRÉMIO NOBEL DA MEDICINA, O ONCOLOGISTA BRASILEIRO DRAUZIO VARELLA : "No mundo actual, investe-se cinco vezes mais em medicamentos para a virilidade masculina e silicones para as mulheres do que na cura do Alzheimer. Daqui a alguns anos, teremos velhas de mamas grandes e velhos com pénis duro, mas nenhum se recordará para que servem".

Julho 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

links

arquivos

tags

favoritos

mais comentados

pesquisar

 

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro